Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente
Mapa do site
Início do conteúdo
Home > Reportagens > Entrevista sobre legado de Boris Schnaiderman, intelectual, tradutor e professor da língua russa
RSS
Capa do livro Memórias do Subsolo
Uma das traduções de Boris Schnaiderman para a obra de Dostoviévski: Memórias do Subsolo
Publicação:

Entrevista sobre legado de Boris Schnaiderman, intelectual, tradutor e professor da língua russa

Um dos maiores intelectuais brasileiros do século 20, o tradutor Boris Schnaiderman é considerado o precursor da tradução direta da literatura russa no Brasil. Professor emérito da USP, Boris Schnaiderman morreu aos 99 anos no mês passado. Nascido na Ucraniana, alfabetizado em russo e amante da literatura brasileira, BORIS era autoditada. Traduziu para o português, direto do russo, obras de escritores fundamentais da literatura russa, como Liev Tolstói, Fiódor Dostoiévski, Vladímir Maiakóvski, Anton Tchekhov, Aleksandre Púchkin e Maksim Górki.

A jornalista Fernanda Bastos entrevistou o jornalista, pesquisador e doutor em Ciências da Comunicação pela USP - a Universidade de São Paulo-, Gutemberg Medeiros, que relata como Boris, através de seu trabalho, se tornou uma ponte entre a cultura russa e a brasileira.

Endereço da página:
Copiar
Fundação Piratini - Rádio e Televisão - TVE e FM Cultura