Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente
Mapa do site
Início do conteúdo
Home > Reportagens > Biógrafo de Victor Jara considera histórica a condenação de militar que matou o cantor.
RSS
Foto Victor Jara
Victor Jara - Foto: Divulgação
Publicação:

Biógrafo de Victor Jara considera histórica a condenação de militar que matou o cantor.

Um tribunal federal de Orlando, nos Estados Unidos, determinou na última segunda-feira (27) que o ex-tenente do Exército do Chile PEDRO BARRIENTOS pague uma indenização de 28 milhões de dólares à família do cantor e compositor VICTOR JARA. O processo civil começou com uma ação movida em 2013 pela viúva, JOAN JARA, e as duas filhas do casal, MANUELA e AMANDA. Há três anos, a Justiça chilena identificou BARRIENTOS como autor material do homicídio do cantor, que ocorreu em 16 de setembro de 1973, cinco dias depois do golpe militar que levou AUGUSTO PINOCHET ao poder, mas não conseguiu a extradição. BARRIENTOS é naturalizado norte-americano e vive desde 1989 nos Estados Unidos.

Em entrevista ao programa Café Cultura, o jornalista e Mestre em História, MAURÍCIO BRUM, que é autor do livro "Estádio Chile, 1973: Morte e Vida de Victor Jara, a voz da Revolução Chilena", afirmou que a condenação é histórica e que pode servir de exemplo para que novas indenizações sejam cobradas de ex-agentes das ditaduras latino-americanas.

Acompanhe a íntegra da entrevista em:

https://www.mixcloud.com/Cultura1077/entrevista-mauricio-brum-victor-jara-290616/

Endereço da página:
Copiar
Fundação Piratini - Rádio e Televisão - TVE e FM Cultura